E3 2012 [Resumo do 4º dia]: Call of Duty Black Ops 2

Ninguém tem dúvidas para indicar qual foi o protagonista do quarto dia da E3. O grande destaque da maior feira de games do mundo foi a nova edição do Call of Duty: Black Ops 2.

Pelo que foi mostrado na E3, já deu para perceber que o novo CoD: Black Ops 2 inovou e introduziu novos modos de jogo.

A história do game é simples, como foi mostrado no trailer: 2025, os Estados Unidos baseiam toda a sua defesa em robôs e drones automatizados. Os problemas começam quando os inimigos conseguem o controle das novas armas.

Pudemos conferir duas fases do Black Ops 2. A primeira consiste em escoltar a presidenta dos Estados Unidos. Esta fase é cheia de ação, rifles sniper e metralhadoras antiaéreas. A impressão é que não é tão realista como Battlefield 3, mas o clima é intenso e a missão variada, incluindo o uso de veículos e aviões.

Mas é na segunda fase que conhecemos os novos modos de jogo do Black Ops 2. A ação se passa em Singapura, onde você pode utilizar o modo “Strike Force”. Nele você comanda suas tropas desde um ponto de vista aéreo em 3D. Esta forma de jogar inédita, muito mais tática, dá uma perspectiva completamente nova da ação.

Também é possível controlar os drones, escolhendo seus alvos ou pilotando cada um diretamente. Outra grande novidade é que o game se adapta de acordo com o seu estilo de jogo. Isto significa que a história vai mudando conforme você executa cada missão.

O novo Call of Duty: Black Ops 2 realmente impressiona e mal podemos esperar para botar as mãos no game. Confira o vídeo do gameplay da primeira fase:

Carregando comentários