5 grandes e irritantes problemas do Android: o Google vai solucioná-los?

Android é um ótimo sistema operacional, mas tem coisas para polir, detalhes que incomodam qualquer usuário. Quais são esses grandes problemas?

Android é o sistema operacional mais usado em celulares. Seu desenvolvimento depende do Google: o Android é proposto aos fabricantes para que depois eles possam modificá-lo. Aqui vamos discutir o Android básico.

Nós perguntamos aos nossos leitores quais são as questões que mais incomodam do Android. Selecionamos as cinco mais destacadas da lista, juntamente com as soluções que o Google poderia aplicar em futuras versões do Android.

Não é possível remover  aplicativos de fábrica

Qualquer fabricante pode colocar seus próprios aplicativos no Android. Não existe nenhuma forma fácil de eliminá-los. Em versões mais recentes do Android eles podem ser desativados, o que equivale a escondê-los, mas se você precisa fazer root no telefone, ou seja, obter privilégios de administrador (como se você fosse o administrador no Windows).

Alguns aplicativos de fábrica podem ser desabilitados, mas não removidos

Existem aplicativos que você não pode remover, apenas desativar (somente em Android 4)

É culpa do Google? Sim e não. Sendo um sistema aberto, qualquer um pode mudar, é verdade. Mas também é verdade que o Google poderia facilitar a obtenção de privilégios de administrador sem ter que mudar o sistema operacional ou correr o risco de perder a garantia.

Não é possível escolher o que silenciar

Se você desativa o volume do telefone, vai desativar tudo. Quando você coloca o telefone no modo de vibração, tudo vibra. Você não pode ter, ao mesmo tempo, o WhatsApp calado e o toque do telefone no volume máximo. Para controlar os níveis de som você depende das configurações de cada aplicativo ou do fabricante.

Volume dos aplicativos e telefone são interligados

SmartVolume permite alterar o volume de chamadas e notificações separadamente

O que agora só pode ser feito com aplicativos como LightFlow ou SmartVolume deveria ser integrado em futuras versões do Android para ter um controle mais detalhado. Isso sem esquecer do modo “Não Perturbe”, outra característica ausente por padrão no Android e funcional apenas com aplicativos como o Silêncio, não perturbe!.

Não é possível controlar as permissões de cada aplicativo

No Android você não pode controlar as permissões de cada aplicativo separadamente. Quando você instala um novo aplicativo, o Android informa sobre as permissões necessárias, que você deve aceitar ou rejeitar completamente. Não é possível personalizar. Isso é mais fácil, claro, mas dá menos controle sobre a segurança.

AppOps permite controlar as permissões separadamente

Com o AppOps você pode decidir o que autorizar ou negar em cada aplicativo

Google lançou um recurso para Android chamado AppOps, que permite dizer quais permissões um aplicativo pode usar e quais não por meio de interruptores, mas que foi removido, talvez para evitar problemas com os autores (ninguém gosta de ter sua publicidade desativada). Por enquanto, você só pode reativar o AppOps por meio de aplicativos não oficiais.

O celular fica sem espaço e não utiliza bem o cartão SD

A variedade de celulares com Android é esmagadora e o mesmo pode ser dito das quantidades de espaço que eles oferecem. Alguns telefones têm tão pouca memória interna que, depois de instalar quatro aplicativos, aparece a temida mensagem “Sem espaço“. Então você tem que apagar arquivos ou usar utilitários que movem os aplicativos para o cartão SD.

Folder Mount ajuda a resolver o problema de espaço livre no Android

FolderMount soluciona problemas de espaço interno da SD, mas necessita de root…

O Android não deixa transferir completamente um aplicativo para o cartão SD, nem propõe uma opção acessível para instalar todos os apps no SD por padrão. A resposta para este enigma está na variedade de aplicativos e celulares com Android: uma opção para todos poderia gerar problemas. Mas não custa nada adicionar uma opção experimental.

Ainda não tem integração nativa com a área de trabalho

Um dos aplicativos mais populares é o AirDroid para Android, que permite que você use o seu telefone desde um navegador, acessar seus arquivos e assim por diante. No Android não há nada parecido. Outro aplicativo sensação do momento é o Pushbullet, que faz transferências de arquivos, links e notificações com o Windows.

Pushbullet facilita troca de arquivos entre o PC e o AndroidPushbullet é um aplicativo brilhante para conectar o telefone e o PC para trocar dados

Mais uma vez, o Google deixa que aplicativos e fabricantes sejam os únicos a decidir. Não há, por exemplo, um conjunto de sincronização oficial, mas apenas utilitários como Kies ou LG PC Suite. O Google tem a infraestrutura para produzir algo como o Kies, AirDroid ou Pushbullet com seu selo. Isso não é culpa apenas dos fabricantes.

No final, a culpa é de todos e de ninguém

Quando acontece alguma coisa com um iPhone ou Lumia, a responsabilidade é clara: Apple ou Microsoft. Mas se você tem um Android e sua bateria do telefone dura muito pouco, ou se o navegador é lento, as coisas não são tão claras. Você pode culpar o fabricante, o Google, ou até mesmo o autor do aplicativos por não ter otimizado para milhares de telefones diferentes.

O mundo do Android é tão fragmentado que é difícil distinguir entre problemas que dependem do Google ou dos outros. Se a Samsung adiciona muitos aplicativos inúteis nos seus telefones, por exemplo, a culpa não é do Google. Mas é verdade que o Google poderia tornar a remoção de aplicativos no Android mais fácil.

Se o Google não resolveu ainda esses problemas no Android é porque a solução poderia gerar reclamações e enormes problemas para produtores e autores. O Android, nesse sentido, está se aproximando de um limite que só pode ser superado com uma unificação forçada. Não pode ser o sistema operacional de todos e agradar todo mundo ao mesmo tempo.

Quais problemas do Android incomodam você?

[Artigo original em espanhol]

Leia também:

Carregando comentários