BGS 2014: Tudo o que aconteceu no Brasil Game Show 2014

Tela de Sunset Overdrive

Se você perdeu a nossa E3 dos trópicos e quer saber mais sobre as novidades mostradas durante o BGS 2014, nós vamos recapitular os momentos mais importantes da feira, que aconteceu de 8 a 12 de outubro, no Expo Center Norte em São Paulo.

No domingo passado, terminou mais uma edição – a sétima para ser exato – do Brasil Game Show. A feira de 2014 mostrou aos jogadores alguns dos games mais aguardados, óculos de realidade virtual, máquina de pinball gigante e youtubers famosos. Ao todo, passaram pelos corredores da feita mais de 250.000 visitantes de diferentes estados brasileiros.

A boa impressão de Resident Evil: Revelations 2

PES 2015, Shadow of Mordor, Battlefield Hardline, Order 1886, Sunset Overdrive, Forza Horizon 2 e tantos outros jogos não fizeram sombra ao interesse gerado por Resident Evil. A segunda versão da série Revelations chamou a atenção por relembrar um pouco dos bons momentos de Resident Evil 4, que marcou uma ruptura na mecânica da saga.

Resident Evil: Revelations 2Resident Evil: Revelations 2 foi uma grande surpresa

Os jogadores mais fanáticos por futebol também aproveitaram para, enfim, jogar o famoso clássico: PES versus FIFA. De um lado, fanáticos da marca “desde que a série se chamava Winning Eleven”; do outro, fanáticos do “melhor jogo de simulação de futebol”. Os indecisos saíram ganhando, já que puderam experimentar os dois games sem muitas expectativas.

A Ubisoft trouxe seus carros-chefes, Assassin’s Creed Unity e Far Cry 4 para o Brasil. E uma informação bastante relevante para quem acompanha as aventuras dos assassinos: a história de Unity estava em desenvolvimento desde Brotherhood, lançado em 2009. The Crew é outra aposta da desenvolvedora, que mistura conceitos de corrida e RPG.

Quem deu as caras para felicidade geral da nação foi a SonyThe Order: 1886 – jogo de aventura que se passa numa Londres cyberpunk -, o primo de Dark Souls – Bloodborne -, e o sempre simpático Little Big Planet. Até o PS4 baixou de preço: R$ 2.500. Fora da realidade, não?

Se tem Sony, tem Microsoft também. A intenção direta era fortalecer os laços entre a empresa norte-americana com os gamers brasileiros. E como fazer isso? Simples, trazer as principais apostas do console, que atualmente são Forza Horizon 2, Sunset Overdrive e Halo: The Master Chief Collection. Sem esquecer dos indies, claro. Dito e feito.

Tela de Sunset OverdriveSunset Overdrive explora tema de zumbis com humor afiado

O ponto alto do Brasil Game Show foi a participação de Ed Boon, criador do sanguinário Mortal Kombat. Esbanjando simpatia e paciência para atender ao pessoal, Ed contou como a série começou, participou de brincadeiras bizarras e deu uma palhinha sobre o que espera da próxima versão da saga. Uma presença ilustre e histórica.

Nem tudo são flores

O BGS não viveu uma lua de mel açucarada em São Paulo. Pelo contrário, os visitantes reclamaram do tamanho das filas. Segundo o UOL Jogos, a primeira pessoa da fila para jogar o novo Battlefield esperou 3 horas para jogar. A mesma situação se repetiu para testar The Order: 1886. Era uma fila de mais de 2 horas para jogar dois minutos.

A situação mais curiosa foi a vivenciada pelos “youtubers”. Youtubers é o nome dado aos marmanjões que gravam suas partidas de videogame, narram as aventuras e postam no YouTube. A garotada os tratavam como ídolos por algum motivo não muito claro. Mas se trata, sem dúvida, de um fenômeno que surpreendeu pelo carinho dos mais jovens.

MonarkMonark é um dos youtubers mais queridos pela garotada

Se teve “youtubers” no BGS 2014, não teve Nintendo. A exposição de jogos perdeu bastante com a ausência de certas produtoras, como a Riot, responsável pelo League of Legends. Mas nenhuma empresa fez tanta falta como a Big N. A ausência da Nintendo deixou uma situação incômoda, já que a Sony e a Microsoft montaram suas barraquinhas.

Até 2015, rapaziada

Se alguém tinha dúvida sobre a potência do mercado de games no Brasil, ela foi dissipada. A feira mostrou interesse por parte dos jogadores, teve uma cobertura jornalística bastante extensa e apresentou muitos jogos que chegarão ao mercado depois de alguns meses. Os brasileiros puderam testar em primeira mão jogos legais, enquanto outros – sim, Evolve, é com você – não foram à festa.

Evolve não apareceu na BGS 2014Evolve foi uma das ausências sentidas no BGS 2014

Para um país que ainda briga contra os impostos cobrados por games, o avanço é inquestionável.

Por outro lado, a feira mostrou alguns pontos fracos, como a quantidade de horas de fila e perdeu força com a falta de grandes empresas do mercado. O Brasil Game Show deve procurar, sempre, a melhor maneira de acomodar tanta gente. Principalmente quem viaja de Cuiabá até São Paulo só para testar um título.

Mas o evento não fraquejou tanto e trouxe para o Brasil um pouquinho daquilo que vemos em outras feiras no exterior. E também conseguiu contar com a presença de personalidades históricas, como o Ed Boon. Agora, é torcer pela evolução do evento. Que venha a próxima fase.

Leia também

[Crédito da imagem: Tfcb93]

Carregando comentários