Comparativo de antivírus Softonic: qual a melhor proteção para seu PC em 2014?

Como está virando tradição, a cada ano o Softonic traz o comparativo dos melhores antivírus do mercado. Para chegar ao resultado final, nossas análises se concentram na taxa de detecção de ameaças, no impacto que cada programa tem no rendimento do sistema operacional e na qualidade da interface do usuário (se o software é fácil de usar), assim como na variedade de funções de cada um.

No comparativo de 2012, optamos por separar os produtos gratuitos dos pagos. Desta vez, decidimos modificar ligeiramente o enfoque, colocando lado a lado todos os dados que dispomos dos programas para escolher quais os melhores antivírus para você usar seu computador com muito mais segurança em 2014.

Gratuitos e pagos na mesma comparação

Na comparação deste ano, colocamos em uma mesma análise antivírus pagos e grátis, sem fazer distinções. Deste modo, é possível encontrar programas como Avast! AVG e Avira “enfrentando” rivais como Norton e Kaspersky. Vale lembrar que os primeiros também contam com versões pagas.

O que comparamos?

Para uma análise mais justa, não entram na briga pacotes de segurança como o Avast! Free Antivirus e o Norton Internet Security. Em vez disso, comparamos aqueles componentes que estão presentes em todas as edições de um fabricante e que, no fundo, são a base da qualidade de um ou outro produto. Analisamos os sistemas de detecção, as camadas de proteção, a interface e os componentes extras de cada programa.

Nossas análises são feitas levando em conta que o usuário deseja um produto que o proteja de ameaças e que não comprometa o desempenho do seu PC. Por isso, o peso dado à inclusão de ferramentas e às funções adicionais é menor.

Um conselho: na hora de escolher um antivírus, dê atenção especial às características de detecção e rendimento do programa. Para funções adicionais, como cópias de segurança, armazenamento em nuvem, proteção do navegador, criptografia ou proteção parental, existem outros aplicativos gratuitos e de qualidade.

Os prêmios especiais

Além de reconhecer os três melhores antivírus do ano, desta vez decidimos também destacar uma série de prêmios especiais:

  • O antivírus mais forte: aquele com a taxa de detecção de ameaças mais alta.
  • O antivírus mais rápido: aquele que é mais ágil no escaneamento, mas sem comprometer o desempenho do PC.
  • O antivírus gratuito mais completo: o antivírus grátis que oferece mais funções e variedade de ferramentas.
  • O antivírus mais promissor: aquele produto recém-chegado e que conseguiu os melhores resultados.
  • A decepção: aquele programa do qual esperávamos mais, mas que nos decepcionou ao final da análise.

Os ganhadores: os melhores programas antivírus para 2014

Para realizar a avaliação final dos programas, contamos com um amplo conjunto de dados, referentes a todo o ano de 2013 (até novembro). Nosso colaborador, a respeitada publicação Virus Bulletin, analisa a cada dois meses entre 30 e 60 programas antivírus e compartilha conosco os resultados de segurança e evolução.

Além dos testes bimestrais, solicitamos à Virus Bulletin análises específicas para aqueles produtos que, por um motivo ou outro, não entram em nossa relação de eleitos. Para todos eles, unificamos os dados que extraímos dos testes realizados na própria Softonic. Por último, nossos editores se encarregam de avaliar as funcionalidades e o aspecto geral dos produtos para, assim, obter a nota final.

Dados de longo prazo vs. Análises pontuais

A escolha dos ganhadores do ano não foi baseada numa única análise e, sim, pela média de análises realizadas ao longo de 2013. Deste modo, podemos garantir a qualidade e a consistência do produto.

Com base nos materiais mencionados anteriormente, obtemos dois números finais: de nível de segurança (Softonic Security Rating) e de performance (Softonic Performance Rating). A estes dados, incluímos uma análise dos editores encarregados de examinar um a um os programas e, com a nota final, elaboramos o Softonic Rating 2013.

* Qihoo é o desenvolvedor do 360 Internet Security. Todos os valores do comparativo referem-se ao 360 Internet Security.

E como você pode ver no ranking acima, o ganhador deste ano foi o Symantec/Norton, com seus produtos Antivirus, Internet Security e Norton 360. O Norton se destacou em todas as categorias, especialmente naquelas que se referem a recursos extras e interface.

A segunda e terceira posições vão para a ESET (NOD32 Antivirus, Smart Security, Cyber Security) e Kaspersky (Antivirus, Internet Security, PURE), respectivamente. O Kaspersky lidera junto ao Norton nas análises feitas por nossos editores e ambos apresentaram boas taxas de detecção de ameaças. No entanto, a pontuação inferior de rendimento do Kaspersky o fez perder a segunda posição para o ESET.

AVG, o melhor antivírus grátis

Já o AVG se coloca na quarta posição do ranking como a melhor opção entre aqueles que também trazem uma versão gratuita. O software ganhou a posição do Avira Free Antivirus, graças a sua excelente performance na taxa de rendimento.

Os ganhadores, em vídeo


Os antivírus mais seguros

Se você busca um antivírus com a máxima proteção – e não tem interesse no impacto que o programa pode causar no seu PC ou quão intuitiva é a interface -, então seu foco está na tabela abaixo: os três antivírus mais seguros são o G Data (Antivirus, InternetSecurity e Total Protection), BitDefender (Antivirus Free, Antivirus Plus, Internet Security, Total Security) e o BullGuard (Antivirus, Internet Security e Premium Protection).

A tabela abaixo serve para fins de orientação e traz os dados de proteção do AVtest.org, outro renomado instituto de pesquisa especializado em segurança da informação. Os testes da entidade diferem ligeiramente dos realizados pelo Virus Bulletin e sua pontuação vai de zero a 6. Porém, como você pode notar, os resultados coincidem bastante.

E uma análise nas últimas colocações também oferecem resultados reveladores. Os produtos da Microsoft (Security Essentials e Windows Defender) se situam nas últimas posições em ambas as relações.

O Softonic Security Rating (Índice de Segurança Softonic) reflete a taxa média de detecção de vírus por parte de um software. Por exemplo, um programa com uma pontuação 9 reconhecerá 90% dos vírus existentes. No caso da Microsoft, seus programas reconhecem 84,40% dos códigos maliciosos, o que a deixou na última colocação. Apesar de ser um índice razoável, não o torna melhor que os outros aplicativos.

Os antivírus com melhor rendimento em relação ao PC

Se em vez de prestar atenção nas taxas de detecção de um antivírus, o que importa para você é o impacto que o programa tem no rendimento do PC, então nós encontramos um panorama bem distinto. Os três programas que mais se destacaram neste quesito são: ESET, Norton e Baidu. Já os softwares que trazem uma taxa de detecção mais alta, como o G Data e o BitDefender também são aqueles que exigem mais do hardware do computador e ocupam as últimas colocações.

Nosso Softonic Performance Rating (Índice de Performance Softonic) avaliou o impacto que um antivírus tem sobre a CPU e o consumo de memória num PC e também observou os momentos de baixa demanda por parte dos aplicativos. Além disso, nas análises feitas na nossa redação, também medimos o impacto que as camadas de proteção em tempo real têm no computador na hora de executar determinadas operações padrão com arquivos. Para isso, extraímos um arquivo ZIP criptografado e medimos o tempo necessário para este procedimento, com os recursos de segurança ativados e desativados.

Esse é o preço real da segurança: como regra geral, quanto maior a taxa de detecção de vírus, maior será a carga de trabalho para o hardware do PC. Mas como em toda regra há exceções, as soluções de segurança da Microsoft (Microsoft Security Essentials e Windows Defender) teriam também que ser mais velozes, ainda que mesmo nesse caso, os aplicativos em questão ocupem apenas a parte intermediária da tabela.

Os prêmios especiais

Para eleger os vencedores em cada categoria, temos de levar em conta que nem todos os PCs são iguais, tampouco as necessidades de cada usuário. Por esse motivo, além dos ganhadores globais – Norton, ESET e Kaspersky, nesta ordem – este ano decidimos entregar uma série de prêmios adicionais:

  • G Data: o antivírus mais seguro
  • ESET: o antivírus mais rápido
  • Avast!: o antivírus gratuito mais completo
  • Baidu: o antivírus mais promissor
  • Microsoft: a decepção


G Data – o antivírus mais seguro

Como você pode ver no gráfico abaixo, o G Data é o vencedor indiscutível no quesito segurança. O aplicativo obteve, durante todo o ano, as taxas de detecção de vírus mais altas, superando seus principais rivais, Bit Defender e Bullguard.

Para se ter uma ideia do poder do G Data, a solução não é superada por nenhum de seus rivais, na categoria detecção de vírus, desde 2011, sendo que a última medição que realizamos se deu em novembro de 2013, quando o software venceu até com certa folga.
(Nota: a ausência de dados em alguns meses da análise não é um erro. Isso se deve ao fato de que alguns produtos não foram incluídos nessas rodadas de testes.)

ESET – o antivírus mais rápido

Nosso prêmio de antivírus com melhor rendimento neste ano foi para o ESET, que se transforma assim no único programa a conseguir dois prêmios (também alcançou o segundo lugar no ranking geral).

As comparações a longo prazo com os produtos G Data e Kaspersky ilustram muito bem os diferenciais de rendimento: com exceção das análises de outubro de 2011, o ESET sempre superou seus rivais com folga. E em comparação com outros concorrentes, sua taxa de rendimento se manteve sempre constante. Além disso, desde outubro de 2012, suas notas nunca foram menores do que 8 nos resultados divulgados pelo Virus Bulletin.

Avast! – a solução gratuita mais abrangente

O Avast! recebe este ano o nosso prêmio extra para sua versão gratuita, o Avast! Free Antivirus. Nas nossas análises, o desempenho do software fez com que ele ocupasse apenas posições intermediárias no ranking. No entanto, nenhuma solução de segurança gratuita apresenta um extenso pacote de recursos como ele.

Entre os usuários do Softonic, o Avast! é particularmente popular. Nenhum outro antivírus é mais baixado do que ele em nossos servidores. Certamente, uma das razões para isso é a sua interface, bastante amigável e organizada.

Baidu – o antivírus mais promissor

O antivírus gratuito Baidu ganhou na categoria como “o mais promissor” do ano. Desenvolvido pela gigante de buscas chinesa que leva o mesmo nome, o aplicativo se destacou nas taxas de detecção de ameaças virtuais – foi melhor que players mais experientes, como a Microsoft – e ocupou o terceiro lugar na categoria de desempenho de sistema.

Tecnologia alemã e velocidade chinesa

Além de soluções de segurança próprias, o Baidu conta com uma “mãozinha” bem-vinda de parceiros relevantes. Em alguns de seus recursos, como o scanner que faz a varredura atrás de códigos maliciosos, o Baidu usa a tecnologia da alemã Avira, outra tradicional empresa da área. Ainda que tenha um longo caminho a percorrer, o Baidu já mostrou que, nos próximos anos, vai concorrer diretamente no setor contra Avast!, AVG e o próprio Avira. E vai dar trabalho. O consumidor agradece.

Microsoft – a decepção do ano

Nenhum produto nos decepcionou tanto quanto o Microsoft Defender. Substituto do Microsoft Security Essentials no Windows 8, nos nossos testes a solução mostrou que ainda tem muito a evoluir (mesmo se levarmos em conta a experiência da empresa de Redmond nessa área).

No quesito “desempenho de sistema”, o Defender ocupa uma posição intermediária no nosso ranking. Isso se deve, principalmente, ao mecanismo de verificação de vírus, que é relativamente rápido. No entanto, o cenário muda – para pior – quando analisamos a qualidade de proteção em tempo real.

Esse fato é bem ilustrado pelos resultados dos nossos testes com Unzip. Nele, extraímos um arquivo ZIP criptografado e medimos o tempo necessário para executar esse processo usando o antivírus para verificação. Com o Windows Defender, este procedimento demorou 2,5 vezes mais em comparação a outras soluções, como Norton, Kaspersky, Avira e Baidu.

Ainda, mesmo apresentando certa rapidez, as taxas de detecção de códigos maliciosos do Defender também não impressionaram. A solução da Microsoft ocupa a última colocação.

A melhor escolha para suas necessidades

Analisando nossos resultados, você poderá escolher um antivírus com facilidade e que se encaixe melhor nas suas necessidades. Em nossas considerações finais, concluímos que as soluções pagas ainda estão à frente das gratuitas, mas com a diferença caindo a cada ano. Entretanto, se você está disposto a gastar dinheiro, Norton, ESET e Kaspersky são as opções mais indicadas.

Mas de modo geral, tudo depende do que você está buscando e do dinheiro que está disposto a pagar. Mas mesmo que você queira economizar, já está comprovado que as soluções gratuitas podem ser mais do que suficientes para proteger as atividades do usuário médio (que é a maioria do público). Você decide.

E aí, já decidiu qual antivírus vai usar para proteger seu PC em 2014?

Download dos antivírus

Ganhadores

Demais participantes

[Artigo original em alemão]

Carregando comentários