Facebook anuncia compra do WhatsApp por 16 bilhões de dólares

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (19/02), a compra do WhatsApp, o mais popular comunicador instantâneo entre os dispositivos móveis.  O valor da operação foi estimado em US$ 16 bilhões de dólares (pouco mais de R$ 38 bilhões), sendo US$ 12 bilhões em ações da rede social e US$ 4 bilhões em dinheiro.

Fundado por Jan Koum, um ex-engenheiro do Yahoo (juntamente com o também engenheiro Brian Acton), o WhatsApp tem, atualmente, 450 milhões de usuários ativos. Em anúncio no seu perfil, Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, declarou que o comunicador mobile “manterá suas operações de forma independente, sem interferência dos executivos da rede social, com o roadmap de produtos inalterados”. Isso, pelo menos, em um primeiro momento.

Segundo Zuckerberg, Koum fará parte do conselho de administração do Facebook – assumindo, possivelmente, um cargo executivo na empresa – e que o WhatsApp “irá complementar os serviços de chat e mensagens já existentes na plataforma do Facebook e irá fornecer novas ferramentas para nossa comunidade”.

Atualmente, o WhatsApp tem sua principal fonte de receita na cobrança de uma assinatura anual de US$ 0,99 dos usuários. Até o momento, não foram divulgadas informações a respeito de novos modelos de negócio após a compra pelo Facebook, o que deve ser definido nos próximos meses, quando a aquisição for legalmente finalizada.

Leia também: O que a compra do WhatsApp pelo Facebook muda para você?

Para saber tudo sobre o WhatsApp consulte o nosso guia:

Acompanhe o Softonic nas redes sociais: curta a fanpage do Softonic no Facebook e siga @softonic_br no Twitter.

Carregando comentários