Google Helpouts, o Yahoo Respostas do futuro

Um expert em informática explica como formatar o HD. Um cozinheiro ajuda a preparar uma receita especial. Um mecânico mostra como consertar sua bicicleta. Tudo isso em vídeo e por uma pechincha (ou grátis).

É assim que o Google Helpouts quer ser, o serviço de perguntas e respostas do Google. O Helpouts usa o Hangouts como plataforma de chat de vídeo, para conectar você com milhares de expertos.

Helpouts = Hangouts de experts

O funcionamento do serviço é simples: se você é um experto em qualquer assunto, pode dar sua aula a qualquer momento e em qualquer lugar, desde que esteja conectado na internet e tenha avisado com antecedência aos seus clientes o horário e o dia que estará online.

Tela de criação de um Helpout (fonte)

Como se contrata um experto? Vendo o perfil dele, que deve conter informações claras, verídicas e reais sobre o que ele oferece. O perfil contém uma descrição e os títulos profissionais, que o Google só comprova se um dos títulos estiver relacionado com a área de saúde.

Pagando via Google Wallet

Uma sessão do Helpout pode ser gratuita ou paga por minutos/aula. O pagamento é efetuado no próprio Google Wallet, o PayPal do Google. Se você já comprou qualquer aplicativo no Google Play, não se preocupe, já tem uma conta no Wallet.

Conferências no Helpouts. Algumas são gratuitas, outras são pagas (fonte)

Precisa sair da conferência? É possível gravar os Helpouts ao final do mesmo se ambas pessoas – aluno e professor – estiverem de acordo. Isso permite conservar a sessão para voltar a vê-la mais tarde.

Sem enganações

As promessas milagrosas não são permitidas, muito menos spams ou enganos. Por outro lado, os perfis não podem ter dados pessoais que permitam fugir das comissões do Helpouts, como número de telefone ou email.

As condições de uso do Google Helpouts são bastante detalhadas (fonte)

Supõe-se que as restrições permitem proteger tanto o cliente como o professor. Ao usar uma plataforma fechada, a tendência é termos mais segurança. Por exemplo, se o cliente não está satisfeito, o Google devolve o dinheiro.

O Google decide o que é permitido

A questão da segurança possibilita o Google a gravar os Helpouts por vários motivos, inclusive por razões de controle de qualidade e segurança (se o cliente tem menos de 18 anos, o Helpout sempre é gravado). Nada é gravado no Helpout se o tema for pessoal.

Categorias principais do Google Helpouts (fonte)

Entre os temas proibidos no Helpouts, não tem apenas os conteúdos claramente ilegais, mas também os temas que o Google chama de “temas adultos“. São conselhos sobre relações sentimentais, controle de natalidade, aborto e orientação bissexual.

Os temas médicos e bem estar recebem atenção especial (fonte)

Helpouts se reserva no direito de considerar o que é adequado e o que não é. Como uma empresa que presta serviços, está no seu direito de efetuar o controle. A medida pode desagradar os defensores da privacidade e os defensores da liberdade de expressão. Mas é assim que funciona.

Por que o Helpouts? Por que agora?

Não é a primeira vez que o Google tenta salvar o mundo com um serviço de respostas dadas por expertos. Google Answers, lançado em 2002, era em essência o mesmo que o Helpouts, mas em modo texto: os doutores respondiam as perguntas.

Este é o triste aspecto do Google Answers hoje em dia

Google Answers não teve êxito. Afetado por muitos problemas – entre eles, as restritas regras e a baixa popularidade – fechou em 2006. Os próximos serviços gratuitos, como o Yahoo! Respostas e Quora, obtiveram muito mais sucesso.

As milhões de visualizações dos vídeos-tutoriais no YouTube e o Hangouts sendo usado como plataforma para reuniões virtuais fez alguma lâmpada acender na cabeça dos diretores do Google; eles viram uma segunda oportunidade para  ressuscitar o serviço de perguntas e respostas.

A popularidade dos vídeos tutoriais no YouTube é inquestionável e difícil de concorrer

A ideia geral do Helpouts soa muito interessante, mas, de entrada, é muito possível que vá sofrer os mesmos problemas do Answers. A informação filtrada indica que haverá uma forte presença de empresas.

Não é apenas uma questão de dinheiro – apesar de ter bastante gente que não pagaria por conhecimento – mas de liberdade também. O Google obriga a usar o sistema de Wallet, controla as conferências e decide qual tema pode ser inscrito no site.

A alternativa? Usar o Hangouts, que é gratuito, ou o YouTube (com publicidade). Tenha em mente que nenhuma das sugestões oferecem as garantias de segurança do Google Helpouts. É como vender algo fora do eBay: acontece, mas não é tão seguro.

O que você quer aprender no Google Helpouts?

[Artigo original em espanhol]

Carregando comentários