O navegador Opera é diferente do Chrome e você deveria testá-lo

O navegador Opera usa a mesma tecnologia do Chrome, mas as semelhanças param por aí. Neste artigo, contamos a você o que torna o Opera diferente e por que você deveria experimentá-lo no seu PC ou Mac.

O Chrome e o Opera compartilham a mesma base desde 2013. Estamos falando da tecnologia de visualização de sites. Tanto o Chrome como o Opera usam a tecnologia Blink, carregando, assim, as páginas da mesma forma.

Mas se usam a mesma coisa, por que escolher o Opera e não o Chrome? Porque são diferentes com relação a funcionalidades e aparência. A seguir, apresentamos algumas razões que tornam o Opera único.

O Opera é mais intuitivo e clássico

O Opera e o Chrome diferem em muitos pequenos detalhes visuais. O primeiro, e mais evidente, é a posição do menu. No Chrome, está à direita da barra de endereços; no Opera, à esquerda-alto da interface, posição mais acessível e familiar.

Visual do Opera é mais clássico que o Chrome

Parecidos mas não iguais: o visual do Opera é menos abstrato e mais clássico

Os temas do Opera são imagens aplicadas às telas de opções e configuração. Criá-los é mais fácil que no Chrome: basta escolher uma foto do disco rígido, um alinhamento e a cor do texto de fundo. É quase como definir o papel de parede do Windows ou Mac.

Opções para criar um tema do Opera

Criar um tema para o Opera é muito fácil

Outra grande diferença é o Speed Dial (aquelas miniaturas dos sites mais visitados) que, no Opera, é mais completo e personalizável. As miniaturas são maiores e a imagem de fundo pode ser vista. É uma página de início mais agradável que a do Google Chrome.

Miniaturas do sites mais visitados do Opera

Maior, mais bonito e personalizável: assim é a primeira página do Opera

O Opera tem as funções Stash e Discover

Duas funções únicas do Speed Dial do Opera são o Stash e o Discover. A primeira é uma seção de favoritos temporária, na qual pode incluir sites marcados com o botão de coração para poder ler tudo com calma mais tarde. É como ter um app parecido ao Pocket integrado ao navegador, sem necessidade de instalar extensões adicionais.

Sites podem ser salvos para serem lidos mais tarde

Quer ler esta página mais tarde sem incluí-la nos favoritos? Adicione-a ao Stash

Com relação ao Discover, trata-se de uma seleção de notícias de várias fontes, ideal para se manter sempre atualizado ou acompanhar artigos interessantes. Tem categorias típicas (negócios, saúde, esportes e tecnologia) e scroll infinito, isto é, quando você chega ao fim da página, ela continua sendo carregada com mais notícias. Viciante e informativo.

Recurso Discover mostra o que saiu de melhor no noticiário

O Discover é como ter uma banca de jornal na página inicial do navegador

O Opera tem o acelerador de navegação Opera Turbo

Para quem tem conexões lentas, o Opera Turbo é como uma ajuda caída do céu. A função compacta as imagens e outros arquivos antes de abrir um site. O resultado? Navegação 80% mais leve e rápida sem perda de qualidade.

Este ícone indica quando o Opera Turbo está em funcionamento

O Opera mostra sugestões de busca diversas

Ao pesquisar na barra de endereços, o Opera não mostrará apenas resultados do Google – como faz o Chrome -, mas também do Yahoo!, Amazon, Bing e outros buscadores. O tempo que esta pequena função economiza pode ser imenso se você é dos que pesquisa e compara resultados continuamente.

Um clique e você pode ver sugestões de buscas do Yahoo!, do Bing ou da Wikipedia

Consome menos memória que o Google Chrome

Em nosso comparativo de rendimento de navegadores, o Opera mostrou ser tão potente quanto o Chrome. Faz sentido: embaixo do capô, o motor de ambos é o mesmo. Mas o incrível é que o Opera consome menos memória:

Tabela de comparação de uso de memória
O Opera gerencia a memória melhor que o Chrome; apenas o Firefox o supera

Eu desconheço o tipo de otimização que os desenvolvedores do Opera usaram no sistema do Google, mas deu resultado: o gerenciamento de memória é melhor que o Chrome em equipamentos modestos.

Para quem quer a potência do Chrome sem se casar com o Google

Ao usar o Opera, a sensação que se tem é a de estar usando um navegador neutro, que não é o preferido de nenhuma das grandes empresas de internet. Neste sentido, o Opera é como o Firefox, mas usa a mesma tecnologia de alto rendimento do Chrome, que, no nosso comparativo, demonstrou ser ideal para abrir apps pesados.

Hoje em dia, o único motivo para preferir o Chrome ao Opera é a integração com os serviços do Google. Se você prefere manter as extensões e tecnologia do Chrome, mas sem a obrigação de abrir uma conta no Google, o Opera é uma alternativa mais interessante que o Firefox.

[Artigo original em espanhol]

Leia também

Carregando comentários