CCleaner para Android: tarde demais para recuperar o trono da limpeza

CCleaner para Android

Finalmente chegou o CCleaner para o Android. Levou anos de orações e pedidos. Agora que está aqui, vale a pena instalá-lo?

Leia esta frase um momento: CCleaner para Android. Faz sentido? Para muitos, o Android é o Windows dos celulares: um sistema popular, mas atormentado por muitos problemas, especialmente em suas versões antigas, como o Gingerbread. Portanto, um limpador como o CCleaner parece indispensável.

Durante todos estes anos de ausência, o trono do CCleaner para Android foi ocupado por excelentes aplicativos de limpeza e otimização como o Clean Master, que está no topo dos aplicativos mais populares e agora tem um scanner de malware. Para CCleaner, a concorrência é feroz.

Com a esperança de encontrar uma alternativa digna para o Clean Master e outros aplicativos, comecei a testar a versão beta do CCleaner para o Android. Isto foi o que eu encontrei.

Um design austero para um clássico da limpeza

A análise continua sendo o primeiro passo para a otimização. Um toque e o CCleaner vai procurar arquivos desnecessários na memória do telefone: cache, lixo, histórico de navegação e chamadas. Para ver os detalhes, você tem que dar um toque em cada item.

Tela de análise de dados do CCleaner

Aí vem a primeira surpresa negativa: não é possível desmarcar os aplicativos que serão limpos. Não há listas negras, nem são fornecidos detalhes sobre os arquivos a serem apagados. É indicado, porém, o espaço ocupado pelos arquivos “lixo” de cada aplicativo.

Limpeza de cache é compatível com diversos apps

Faltam recursos e opções essenciais

Um toque no ícone do CCleaner abre o painel lateral no qual, junto com o limpador de arquivos de lixo, aparecem o gerenciador de aplicativos e o painel de informações do sistema. Este último mostra o uso da CPU, da memória e do armazenamento em tempo real.

Tela System Info exibe gráficos com o estado de utilização do processador, memória RAM e armazenamento interno de dados

O gerenciador de aplicativos do CCleaner para Android faz a mesma coisa que o gerenciador do Android incluído por padrão, com a diferença que pode remover vários aplicativos ao mesmo tempo selecionando as caixinhas. Os aplicativos do sistema podem ser restaurados apenas às configurações de fábrica.

App Manager permite visualizar os programas instalados

A versão beta do CCleaner para Android não inclui recursos encontrados em outros limpadores para Android, como a remoção segura, a otimização de memória o a capacidade de remover aplicativos do sistema via acesso root. Não sabemos se essas ausências serão resolvidas em futuras versões do aplicativo.

Chegou com anos de atraso

Há quatro anos, na época do Froyo e Gingebread, teríamos recebido o CCleaner para Android de braços abertos. Agora, o quadro mudou: com a melhoria de espaço disponível nos Android básicos, a necessidade de um limpador é muito menor do que antes. A inovação para um limpador é essencial.

Mas a versão do CCleaner para Android que testamos, a 1.00.9, não traz nenhuma inovação ou surpresa. É um aplicativo correto, mas incompleto. As únicas coisas que podemos louvar são a sua velocidade e o design simples, muito apreciados depois de ver o excesso de perfumaria em outros apps. Além disso, no CCleaner para Android não há qualquer sinal de inovação.

Com a concorrência feroz à frente e com celulares que cada vez mais precisam menos dos serviços de um limpador clássico, a única carta a jogar para o CCleaner ter sucesso é a proteção da privacidade. Mas pelo que temos visto no beta, ainda tem muito a ser feito.

O que você achou do CCleaner Beta para Android?

[Artigo original em espanhol]

Carregando comentários