The Last of Us: Um game impressionante exclusivo para PS3

The Last of Us é muito mais do que um simples game de zumbis ou de ação. É uma verdadeira obra prima para Playstation 3 criada por Naugthy Dog.

O futuro da humanidade está em perigo. Uma doença misteriosa que transforma as pessoas em mortos-vivos é a origem de uma batalha global e cruel. Os zumbis estão de volta. E desta vez, voltaram para ficar. Você, na pele de Joel, deverá enfrentar todo tipo de perigos e proteger a jovem Ellie.

Em The Last of Us não há espaço para os super-heróis: aqui a guerra é entre zumbis e humanos, vulgares mortais como você e eu.

Zumbis e bandidos

Rebeldes ou caçadores. Esses são os dois grupos em que estão divididos os homens de The Last of Us. O objetivo dos primeiros é encontrar uma vacina que transforme de novo os mortos-vivos em seres normais. Já os segundos preferem tirar proveito do caos geral para roubar quanto aparecer pela frente.

Joel não é rebelde nem caçador, mas tem como missão proteger e entregar Ellie aos rebeldes, uma adolescente de 14 anos.

O game conta a história aos poucos como uma espécie de road movie. A maior parte do tempo você caminha e enfrenta os mortos-vivos a pé, mas em algumas etapas poderá ir a cavalo ou de carro. Para avançar no argumento, você deverá resolver enigmas e superar desafios.

Para a galera mais impaciente, o jogo permite usar pistas que ajudam a encontrar a solução a determinados problemas.

Ellie, coragem e inteligência

Você lembra do personagem de Elizabeth no game Bioshock Infinite? O papel de Ellie é bastante parecido. A moçoila está longe de ser apenas uma cara bonita e pode ser uma grande ajuda para você. Por exemplo, ela pode avisar você quando algum inimigo se aproximar pelas costas. Ellie também pode tacar pedras e usar uma faca para se defender.

Ação e inteligência

A inteligência é essencial para se dar bem em The Last of Us. Isso porque nem todos os zumbis são iguais, é importante identificar os diferentes tipos para saber como se comportar em cada caso e minimizar os riscos. Por exemplo, alguns são quase cegos mas têm uma força espetacular e podem matar você de uma mordida só. Se encontrar com um desses, fique imóvel e não faça absolutamente nenhum barulho.

Por outro lado, existem mortos-vivos com uma visão excelente e rapidíssimos. Cuidado com eles!

Mas nem todos os perigos vêm do lado dos zumbis. Em The Last of Us também há humanos não infectados capazes de acabar com você.

Uma das novidades mais interessantes do game é o modo “Escuta furtiva”, que se ativa apertando a tecla R2. Com ele, você poderá ouvir e identificar de forma muito precisa as posições dos inimigos ao seu redor.

Lança-chamas, machados ou punhos?

A melhor estratégia em The Last of Us é surpreender o inimigo pelas costas e atacar de repente. Em outras ocasiões, você pode atacar atirando uma pedra à distancia ou usando alguma das armas disponíveis.

Conforme a aventura avança, você ganha o direito de usar novas armas mais sofisticadas. Além de revolveres, escopetas e fuzis, o arsenal inclui um potente lança-chamas, muito eficaz para se defender do ataque zumbi. Não se descuide e economize no uso das armas de fogo pois as munições escasseiam.

The Last of Us também traz facas, machados e cacetetes que são uma defesa excelente nos duelos individuais. O problema é que todos estes instrumentos se deterioram rápido e você deverá buscar outros ou usar os punhos para se defender.

Você pode transportar apenas duas armas ao mesmo tempo na mochila. Selecione bem as melhores para cada situação antes do combate começar.

É possível turbinar as armas para aumentar a sua capacidade mortífera. Para isso, é preciso coletar determinados objetos. Além das armas, o protagonista também pode receber melhoras na saúde, conseguir um ouvido mais fino ou aumentar a precisão.

Em The Last of Us é importante buscar um lugar calmo para cuidar das feridas. Diferentemente do que acontece em outros jogos, aqui não é possível sarar de forma automática, mas Joel pode criar facilmente kits para recuperar a saúde.

Muito realismo

É impossível falar aqui de todos os lugares que você pode visitar no jogo. A variedade dos cenários impressiona tanto como a riqueza dos detalhes, com texturas e luzes muito bem trabalhadas. Plantas invadindo prédios abandonados, materiais enferrujados, estradas solitárias…

Dependendo da hora do dia, a luz transforma cada elemento do cenário com tons suaves ao amanhecer, alto contraste ao meio-dia e escuridão e sombras durante a noite.

As animações de The Last of Us são também espetaculares. Atores reais foram filmados para reproduzir os seus movimentos no jogo. Mesmo quando a ação para, os protagonistas não conseguem parar quietos. Ellie, por exemplo, brinca com a sua faca nesses momentos de calma.

Silêncio

O silencio é um dos grandes destaques da trilha sonora de The Last of Us. Para criar uma atmosfera tensa, muitas partes do game ocorrem sem música. Isso só faz que aumentar o terror e a pressão mediante efeitos sonoros. Só os efeitos sonoros.

O barulho de vidros quebrados e de explosões brutais, entre outros, é incrivelmente realista e transporta você para o mundo do game de forma automática. Use o modo meia-noite para suavizar o áudio e não morrer de um ataque ao coração.

Um jogo inteligente e tecnicamente perfeito

Enquanto a futura Playstation não sai, The Last of Us espreme todas as possibilidades do PS3. Tecnicamente o jogo é perfeito e a narração da história é redonda. Os cenários, a atmosfera apocalíptica e os personagens convencem você logo no primeiro minuto.

The Last of Us é um desses games tão bem realizados, que dá pena acabá-los.

Carregando comentários