The Sims 4: tudo o que você precisa saber antes de comprar o jogo

The Sims 4 tras novas possibilidades de personalização

Depois de muita espera, The Sims 4 finalmente está à venda! E queremos aproveitar para lembrar os pontos mais importantes desta nova edição da famosa saga da EA, para que você possa aproveitá-la ao máximo.

O lançamento do The Sims 4 foi oficialmente confirmado pela EA em maio de 2013, há mais de um ano, e foi mostrado pela primeira vez na Gamescom de 2013. Desde então, mostramos diversas notícias, rumores e apresentações sobre o popular simulador social – algumas delas, como a eliminação de certos elementos de jogo, bastante surpreendentes. Por outro lado, o jogo promete gráficos aprimorados, Sims mais inteligentes e modos de Criar um Sim e Construir melhorados, entre outras coisas.

Como é o The Sims 4?

Temos que dizer que neste lançamento você não encontrará grandes novidades. Se já jogou o The Sims antes, vai encontrar um cenário bem familiar. Seu objetivo consiste em criar um personagem (o Sim) e controlar sua vida em todos os sentidos: desde comer ou ir ao banheiro, até a busca por um emprego e o cultivo de amizades e afeições.

Além do desafio de gerenciar seus Sims (espere só até a família aumentar…), o jogo oferece um objetivo de vida para cada um dos Sims, além de outros secundários relacionados com o trabalho, com a personalidade do Sim ou com oportunidades que surgem no bairro.

Quais as diferenças para o The Sims 3?

As grandes novidades do The Sims 4 se concentram em duas áreas: por um lado, a personalidade e emoções dos próprios Sims; por outro, a capacidade criativa do jogador com os novos modos Criar um Sim e Construir.

Quanto ao primeiro, vemos uma evolução natural do sistema de estados de espírito básicos que vimos no The Sims 3. Agora, nossos Sims são mais sensíveis às ações que eles mesmos realizam – ou às dos Sims ao redor. E esses sentimentos influenciam no seu comportamento. Assim, por exemplo, se seu Sim está tenso e começa a praticar um esporte para desestressar, será quando mais aumenta seu rendimento.

Da mesma maneira, um Sim estudioso renderá mais em um espaço tranquilo que no meio de uma festa. Assim, cada partida é única e imprevisível, já que segundo as experiências que passam, seus Sims reagem de uma maneira diferente, e as interações com os outros Sims também serão diferentes.

Na parte das ferramentas de criação, tanto o modo Criar um Sim quando o Construir melhoraram muito, e agora permitem criar Sims e casas com muito mais detalhes e de modo muito mais simples. Na tela para criar um Sim você poderá ajustar os traços do seu personagem com o cursor do mouse, sem a necessidade de usar as incômodas barras que deviam ser deslizadas para a direita ou esquerda.

As possibilidades de personalização são quase infinitas, da cabeça aos pés, e chegam ao extremo no rosto. Com um pouco de prática e paciência você poderá criar um clone virtual quase perfeito. Se você não acredita, veja isso!

Na tela Construir, por outro lado, as ações foram simplificadas. Se a ideia de decoração e organização de interiores parece assustadora, temos uma boa notícia: no The Sims 4 você pode comprar ambientes completos, totalmente mobiliados, e utilizá-los diretamente na sua casa. Na hora de fazer reformas – por exemplo, ampliar um quarto que ficou pequeno ou mudar sua forma – basta arrastar as paredes com o mouse. Dê adeus à tarefa de apagar paredes ou mover objetos individualmente.

Posso experimentar The Sims 4 antes de comprá-lo?

A resposta é sim… mas com algumas limitações. A demo lançada pela EA não é do jogo completo, e sim da ferramenta Criar um Sim, que serve para criar um personagem. Mesmo assim, é uma boa maneira de dar uma primeira espiada no novo jeito de criar Sims, e experimentar os gráficos mais detalhados. Se você gostou da ideia, visite o site da EA e baixe a demo do Criar um Sim.

Meu PC aguenta o The Sims 4?

A EA publicou em julho os requisitos mínimos para jogar The Sims 4 no PC. Caso não tenha visto, confira logo abaixo:

  • Sistema operacional: Windows XP (SP3), Vista (SP2), Windows 7 (SP1), Windows 8 ou 8.1.
  • Processador: Intel Core 2 Duo de 1,8 GHz, AMD Athlon dual-core 4000+ ou equivalente (para PCs com vídeo integrado, é necessário um Core 2 Duo de 2 GHz, AMD Turion X2 TL-62 ou equivalente).
  • Memória: 2 GB de RAM
  • Espaço livre: pelo menos 9 GB disponíveis, com 1 GB de espaço adicional para conteúdos personalizados e gravação de partidas.
  • Placa de vídeo: 128 MB de RAM e compatibilidade com Pixel Shader 3.0. Placas compatíveis: Nvidia GeForce 6600, ATI Radeon X1300, Intel GMA X4500 ou superior.
  • Placa de som: compatível com DirectX 9.0c.

Além disso, é preciso uma conexão à internet, e uma conta no serviço Origin para ativar o game.

Os usuários do Mac, por enquanto, vão ter que esperar. A EA está dedicada à versão para PC e ainda não deram notícias do lançamento do The Sims 4 para Mac OS X.

Me dá imagens!

Se chegou até aqui, você merece uma recompensa. Não perca o trailer de lançamento do jogo, nossa explicação do modo de criação de Sims, dicas para criar Sims únicos. E enquanto baixa a demonstração do game, leia nossas primeiras impressões do The Sims 4.

Ansioso pelo The Sims 4? Se você já jogou, deixe sua opinião logo abaixo.

[Artigo original em espanhol]

Leia também

Carregando comentários